NOTÍCIAS

Assembleia aprova os delegados sindicais e ratifica resoluções do Congresso

01/12/2017



O auditório do Sindicato dos Condutores/SP ficou lotado de trabalhadores(as) nesta tarde (30/11), para a assembleia que deliberou sobre a renovação dos delegados sindicais e sobre as resoluções do 7º Congresso da categoria.

Dirigentes das centrais sindicais prestigiaram o evento, entre os quais, Canindé Pegado e Luiz Gonzaga (UGT); Luiz Gonçalves (NCST/SP); Adilson (CTB), Carlão (CUT), Pereira (CGTB) e também o presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados, Natal.

O presidente Noventa saudou a todos e declarou que o Congresso dos Condutores foi um sucesso. “Nenhuma central ou sindicato realizou um evento desta grandiosidade e participação. Isto mostra a nossa força e importância a serem consideradas no movimento sindical brasileiro”.

Dando prosseguimento aos trabalhos, o Dr. Jucelino fez a leitura das 20 resoluções apresentadas no Congresso.

Novamente com a palavra, Noventa enfatizou que as resoluções serão implementadas. “Temos uma lei que precarizou a CLT a ser enfrentada, mas estamos preparados para a guerra que será a próxima negociação salarial. Direitos não se mexem, ampliam-se, inclusive, já mandamos recados à coordenação da licitação do transporte público da Capital de que não vamos aceitar nenhuma linha de ônibus sem a presença dos cobradores e que deve constar do texto licitatório a manutenção dos postos de trabalho.

O presidente do Sindicato, então, colocou para votação e os trabalhadores(as) aprovaram por unanimidade os nomes dos delegados sindicais e referendaram as resoluções do Congresso.

Embora não constasse da pauta da assembleia, os representantes das centrais sindicais falaram sobre a realização da greve geral para o próximo dia 05 de dezembro em protesto contra a Reforma da Previdência e que o sucesso do movimento passa pela adesão dos condutores de São Paulo. “Só vamos vencer essa batalha se fortalecermos os laços de unidade e luta em favor dos trabalhadores”, disse Adilson da CGTB.

Os diretores Osório e Chiquinho exaltaram os condutores pela coragem e por marcarem posição em todas os movimentos realizados este ano.

Para Noventa, os organizadores da greve do dia 05/12 falharam quando não tiveram consideração, não deram o devido valor a uma categoria estratégica para se alcançar o objetivo. “Faltou respeito ao nosso Sindicato e aos trabalhadores em transportes. Não nos convidaram para as reuniões e agora querem nos usar como massa de manobra. Muitos dirigentes se afastaram das suas bases e não têm qualquer capacidade de mobilização. Contudo, pegaram os créditos de quem fez a luta de verdade, como os condutores que pararam 100%”.

No calor das discussões, o presidente do Sindicato fez uma proposta – “Se os metroviários, os companheiros em transportes de Osasco, Guarulhos, ABC, Santos e os Rodoviários/SP aderirem à greve contra a Reforma da Previdência, a gente recolhe os ônibus nas ruas para as garagens”.

A proposta foi aprovada por unanimidade.

Na última parte da assembleia, aconteceu a solenidade de entrega das credenciais aos 782 delegados sindicais das garagens de ônibus de todas regiões.

 

Compartilhe


BUSCAR NO SITE